Web (Google)Nesta PáginaImagensWikipediaYoutube


Recomeça

Recomeça
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças.

Miguel Torga
(12 de Agosto de 1907 — 17 de Janeiro de 1995)

Fácil vs dificil

"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!
Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.
Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo."(Fernando Pessoa)

E eis que o "meu mundo" pára...

... Quando ouço a frase: " Obrigada por existires"! 

Somos nós que temos de dar valor a nós próprios, mas estas palavras, soaram-me a canção... A melodia que entrou no coração... :-)

Palavras

"Não tenho mais palavras.
Gastei-as a negar-te...
(Só a negar eu pude combater
O terror de te ver
Em toda a parte)."

Miguel Torga

Medo


O medo e o amor



(... )O medo é a energia que contrai, fecha, isola, foge, esconde, amealha, faz mal.
O amor é a energia que expande, abre, liberta, fica, revela, partilha, cura.
O medo envolve os nossos corpos com roupagens, o amor permite-nos andar desnudos. O medo pega-se e agarra-se a tudo o que temos, o amor despoja-se de tudo isso. O medo cerca-nos, o amor enlaça-nos. O medo prende, o amor liberta. O medo infecta, o amor alivia. O medo agride, o amor apazigua.
Qualquer pensamento, palavra ou ação humana assenta numa destas emoções. Nada podes fazer quanto a isso pois não tens outras hipóteses de escolha. Mas o teu livre arbítrio permite-te escolher entre as duas. Dito, assim parece tão fácil e, no entanto, no momento da decisão, o medo vence mais frequentemente. Porquê?
Ensinaram-nos a viver com medo. Falaram-vos da sobrevivência dos mais aptos, da vitória dos mais fortes e do êxito dos mais espertos. Muito pouco se fala do triunfo dos mais afetuosos. E, por isso, esforçam-se por serem os mais aptos, os mais fortes, os mais espertos- de uma forma ou outra - e se, numa dada situação, se veem como algo menos que isso temem vir a perder, pois disseram-vos que ser menos é ser-se vencido.
E por isso, claro, escolhem a ação movida pelo medo, pois foi o que vos ensinaram. Eu, porém, ensino-vos o seguinte: se escolherem a ação movida pelo amor farão mais do que sobreviver, mais do que vencer, mais do que obter êxito. Nesse caso experienciarão a plena glória de Quem Realmente São e quem podem ser.(...)
Neale Donald Walsch
 

Há sempre coisas que...

... Aguçam a curiosidade, mas que devem ser respeitadas...
E... com o devido respeito,  fui confiando na minha intuição e lancei-me nesta aventura... 
Hoje... fui ver a carta do nosso nascimento a minha e a tua... Deu nisto:


Faltam-me as palavras
para dizer-te o que sinto
faltam-me os poemas que descrevam o meu sentir
por isso me calo
deixo falar os sentidos
pois tudo o que eu disser ainda é pouco para ti
Por mais frases bonitas que eu invente
não valem nada
o amor não se explica simplesmente é mesmo assim
se digo que te quero
ainda quero mais
se digo que te amo
não diz o que há em mim
se digo que te adoro
são palavras banais
comparado àquilo que eu sinto por ti
Faltam-me as palavras
para dizer-te o que sinto
Faltam-me os sorrisos que mostrem como estou feliz
Por mais frases bonitas que eu invente
não valem nada
o amor não se explica simplesmente é mesmo assim
se digo que te quero
ainda quero mais
se digo que te amo
não diz o que há em mim
se digo que te adoro
são palavras banais
comparado àquilo que eu sinto por ti
Faltam-me as palavras
Faltam-me as palavras

se digo que te quero
ainda quero mais
se digo que te amo
não diz o que há em mim
se digo que te adoro
são palavras banais
comparado àquilo que eu sinto por ti


se digo que te quero
ainda quero mais
se digo que te amo
não diz o que há em mim
se digo que te adoro
são palavras banais
comparado àquilo eu que eu sinto por ti
Faltam-me as palavras
Faltam-me as palavras